.

.

segunda-feira, maio 25, 2015

BARRO PRETO REALIZA CAMINHADA CONTRA A EXPLORAÇÃO SEXUAL DE MENROES



Na última quinta-feira (21), a Prefeitura Municipal de Barro Preto realizou uma caminhada contra o abuso sexual de crianças e adolescentes.

O evento, organizado pela Secretaria de Assistência Social, em parceria com as secretarias de educação, saúde e administração, aconteceu em sincronia com outros estados brasileiros.

A caminhada contou ainda com a participação do Conselho Tutelar do município, além de parte da população.

Data - No dia 18 de maio de 1973, uma menina de 8 anos foi sequestrada, violentada e cruelmente assassinada no Espirito Santo. Seu corpo apareceu seis dias depois carbonizado e os seus agressores, jovens de classe média alta, nunca foram punidos. 

A data ficou instituída como o “Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes” a partir da aprovação da Lei Federal nº. 9.970/2000. O “Caso Araceli”, como ficou conhecido, ocorreu há quase 40 anos, mas, infelizmente, situações absurdas como essa ainda se repetem.

domingo, maio 24, 2015

CONTINGENCIAMENTO DO GOVERNO FEDERAL DEIXA SAÚDE DA BAHIA AO LÉU


O bloqueio de verbas anunciado pelo Ministério do Planejamento nesta sexta-feira (22), dentro do pacote de ajuste de contas do governo federal, vai atingir em cheio a saúde baiana. Com o contingenciamento, a Bahia perde cerca de R$ 850 milhões previstos para a saúde, o que prejudica a atenção básica, além da média e alta complexidade, o tripé do setor. Não está descartada também a demissão de funcionários a partir de junho, quando o recurso, que era para chegar, não vai aparecer nas contas das prefeituras. Segundo o presidente do Conselho Estadual dos Secretários Municipais de Saúde da Bahia (Cosems-BA), Raul Molina, o déficit de recursos do estado em Saúde, que é de R$ 50 bi, também vai ficar pior, alcançando R$ 62 bi. “Esse é um dos impactos mais complicados que nós já tivemos no setor. Teremos prejuízos em todos os níveis de atendimento”, lamenta Molina.

O também vice-presidente dos secretários de saúde em nível nacional diz que cerca de 200 hospitais de pequeno porte do interior serão penalizados. Desses, muitos podem fechar as portas. Por mês, essas unidades de saúde recebem em torno de R$ 30 a 50 mil do governo federal, com os municípios tendo que pôr em média R$ 350 mil. “Para você ter ideia, a gente queria que a União ficasse com a metade do financiamento. Agora, o risco é de fechamento desses hospitais”, afirma.

Ainda na atenção básica, em torno de cem unidades de Programas de Saúde da Família (PSF) também podem ser fechadas, além de outros programas como Nasf (de apoio aos PSFs, com fisioterapeutas, nutricionistas, entre outras especialidades) e Caps (saúde mental). Na média complexidade, o efeito dominó também atingirá 86 Unidades de Pronto Atendimento (UPAs): 26 em funcionamento, 14 fechadas no aguardo de recursos, e 40 em construção. Sobre as últimas, Molina vê pouca solução. “Qual o prefeito que vai abrir depois desse baque?”, questiona. Em relação à alta complexidade, o bloqueio das verbas vai definhar Unidades de Terapia Intensiva (UTIs), principalmente no setor de assistência ao câncer. Na Bahia, o rombo no setor é de R$ 47 milhões, o que aumenta o pessimismo do secretário de saúde de Sapeaçu, no Recôncavo. “Em vez de recuperar essa assistência, nós vamos ficar ao léu”, reprova.

quinta-feira, maio 21, 2015

PLANO DE EDUCAÇÃO DE BARRO PRETO É APROVADO EM AUDIÊNCIA PÚBLICA


Na última terça-feira (19) foi aprovado em Barro Preto, numa audiência pública realizada na escola Yêda Barradas, o documento-base do Plano de Educação (PME) do município, que prevê metas na área da educação até o ano de 2024.

O documento-base foi elaborado ainda no ano de 2014, por uma equipe técnica da Secretaria Municipal de Educação. Recentemente, ainda contou com a colaboração de um técnico do Ministério da Educação, que veio até o município no mês de março deste ano.

Com a aprovação do documento, obrigatório ao municípios brasileiros, Barro Preto se encontra em vantagem no planejamento da educação para os próximos anos.

Em seguida, o PME será votado na Câmara Municipal de Vereadores. Se aprovado, segue para sanção da prefeita Jaqueline Motta.

segunda-feira, maio 18, 2015

BARRO PRETO E ITAPÉ VÃO CONSTRUIR PLANO DE SANEAMENTO BÁSICO E RESÍDUOS SÓLIDOS


Prefeita Jaqueline Motta, Zumayto e Luciano Veiga

O Consórcio de Desenvolvimento Sustentável – Litoral Sul (CDS-LS), em parceria com a Uesc e o Poder Público Municipal promoveram nesta segunda-feira, 11, nos municípios de Barro Preto e Itapé, as primeiras reuniões com representantes da sociedade visando a elaboração do Plano Municipal de Saneamento Básico (PMSB) e Resíduos Sólidos.

Nesta quarta-feira, 13, será a vez dos municípios de Floresta Azul e Ibicaraí, com o início programado para às 8h30min, na sede do Cras e na Câmara de Vereadores, respectivamente.

A prefeita de Barro Preto, Jaqueline Mota avaliou de forma positiva a reunião para a elaboração do Plano Municipal de Saneamento Básico e Resíduos Sólidos, tendo em vista a grande necessidade de regularização do Sistema Ambiental.

“Foi muito importante a ação da Amurc com a criação do Consórcio, pois acredito que vai melhorar muito a situação de vida da gente. Teremos oportunidades para conseguir mais recursos e investir em nosso município”, declarou.

Uma equipe técnica composta de professores da Uesc e profissionais do CDS-LS e de outras instituições da região estão mediando o evento.

De acordo com o engenheiro Jorge Zumaêta Costa são expostos os aspectos jurídicos legais e técnicos, o cronograma de execução, as vantagens, a obediência a Legislação Federal, e, sobretudo, falando dos aspectos de sustentabilidade e melhoria da qualidade de vida.
Nesse processo, os técnicos atuam como instrumentos orientadores, pois a construção do plano contém especificidades para cada município, por isso, deve ter participação da sociedade juntamente com o Poder Público Executivo e Legislativo.

“Esperamos que na próxima etapa possamos envolver um maior número de pessoas, já que temos o prazo de 8 a 10 meses para entregar o plano ao município, com a participação expressiva da comunidade”, destacou o engenheiro Francisco Mendes.

A diretora de Meio Ambiente da prefeitura de Itapé, Ana Rita dos Santos declarou que o município é pequeno e não tem condições de fazer sozinho.

Nesse sentido, o vereador e membro do Conselho Municipal de Meio Ambiente, Paulo Alves de Oliveira declarou que acredita nessa viabilidade por conta da introdução da Uesc nesse processo porque o custo com as empresas privadas fica inviável.

A Uesc esteve representada pelo Pró-Reitor de Extensão da Uesc, Alessandro Santana, que destacou o apoio técnico da universidade, através de profissionais gabaritados para atender a necessidade de orientação dos munícipes.

A ideia é que a comunidade possa participar de forma ativa nas discussões sobre saneamento, água, esgoto, tratamento de resíduos sólidos, coleta, dentre outras problemáticas que são conhecidas a fundo pela sociedade local.

domingo, maio 03, 2015

PREFEITURA AMPLIA SISTEMA DE ESGOTAMENTO SANITÁRIO EM BARRO PRETO


A Prefeitura de Barro Preto realiza, com recursos próprios, a ampliação do sistema de esgoto sanitário em diversas localidades do município.

Ao todo, cerca de 1.500 metros de tubulação serão instalados, beneficiando quase 100 famílias. As obras tiveram início nesta semana, e o prazo de término é de aproximadamente um mês.

A prefeita de Barro Preto, Jaqueline Motta, explicou que a realização dessa obra se tornou um desafio vencido, já que no início do seu mandato,  diante de um cenário de desordem administrativa herdado da gestão anterior, os recursos eram inviáveis para isso.

“De lá pra cá, Barro Preto vem conquistando uma ótima autonomia. A Prefeitura consegue realizar serviços básicos como esse, de saneamento, sem mesmo ter que recorrer, em muitas vezes, a algum tipo de ajuda externa”, declarou Jaqueline.

Ainda de acordo com a prefeita, o mérito dessa conquista também está relacionada ao comprometimento da população em honrar o pagamento do IPTU ( Imposto sobre a Propriedade Predial Urbana). 

“O pagamento do IPTU gera uma receita que é reaplicada no município, visando sempre beneficiar a população barropretense”, afirmou.

sábado, abril 18, 2015

BARRO PRETO COMPLETA 53 ANOS E PREFEITA AUTORIZA INÍCIO DE OBRAS


Nesta sexta-feira, dia 17, o Município de Barro Preto completou 53 anos de emancipação política. Para comemorar a data, várias festividades foram realizadas ao longo do dia.

Logo pela manhã uma missa foi celebrada, contando com a participação da prefeita Jaqueline Motta e outros representantes do poder público local.

Diversos estandes foram montados pela cidade. Eles abrigavam expositores e contavam a história do município. Além disso, houveram desfiles e hasteamento de bandeiras, além da entrega de conclusão de serviços urbanos.

O ponto alto da comemoração ocorreu com assinatura da prefeita autorizando a construção de uma escola no bairro Bonfinzão, e uma quadra poliesportiva coberta.


Os dois projetos seguem modelos nacionais criados pelo Governo Federal. A expectativa é que cerca de 600 estudantes sejam beneficiados com a construção da escola.

Já durante  a noite, a população e visitantes de Barro Preto foram contemplados com apresentações artísticas. O grande destaque dessa sexta-feira foi o cantor Márcio José.

Neste sábado, dia 18, o cantor Vanoly Cigano é a grande atração. No domingo, haverá um "Encontro de Paredões", no Estádio Municipal.